Estes radares inteligentes apanham condutores ao telefone

Os radares não param de evoluir. Os mais recentes, equipados com câmaras especiais, já estão disponíveis no mercado e conseguem apanhar (e multar) quem usa ou apenas toca no telemóvel enquanto conduz.

Os mais recentes radares, equipados com câmaras especiais, já estão disponíveis no mercado. O primeiro país europeu a utilizá-los é a Alemanha, onde os condutores já começaram a enfrentar este “big brother” cujo objectivo não é detectar o excesso de velocidade, mas sim o uso indevido do telemóvel.

Os novos radares visam identificar quem conduz com um olho na estrada e outro no telemóvel. E nem é preciso estar a falar ao telemóvel. Basta segurá-lo para ver uma mensagem, desligar um alarme ou ver as horas. De acordo com a imprensa alemã, o sistema não é “ 100% inteligente” mas, por estar montado numa posição mais vertical, detecta a posição das mãos dos condutores através do pára-brisas. O software procura situações em que uma mão (ou as duas) estejam ocupadas com qualquer coisa que não seja o volante e captura a imagem, a qual é depois analisada por uma equipa de especialistas. Caso seja um telemóvel na mão do condutor, a multa está garantida.

Para quem pense que isto é uma perseguição injusta aos condutores, o ministro do Interior, Roger Lewentz, recorda que “só em 2021, foram registados 1001 acidentes causados por distracções do condutor, na maioria dos casos provocadas pelo uso do telemóvel”. Para o político, é a necessidade de incrementar a segurança rodoviária que “justifica a utilização destas novas câmaras”.

Antes de entrar ao serviço, o novo sistema “anti-telemóvel” foi testado numa das vias do estado alemão de Rhineland-Palatinate e, apenas numa hora, apanhou 10 condutores a prevaricar. Daí a decisão de colocar os novos radares em funcionamento, para já durante um período de teste de três meses, a partir do início de Junho.

A Alemanha é o primeiro país europeu a testar esta nova tecnologia, mas não foi o primeiro a nível mundial, uma vez que a Austrália já usa um sistema similar desde 2019. O funcionamento destes radares foi considerado tão positivo pelos australianos que os holandeses decidiram também começar a utilizá-lo, pelo que não deve faltar muito até que a moda chegue a Portugal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Translate »